Mica Preta com Matriz de Quartzo

Mica Preta com Matriz de Quartzo

R$12,00

(Esgotado)

Previous

Mica Preta com Matriz de Quartzo

Previous

Turmalina Negra sobre Matriz de Quartzo

Mica Preta com Matriz de Quartzo

Marca: Loja das Pedras Brasileiras
Modelo: 7355
Disponibilidade: Esgotado

Peso e Dimensões do Produto

Peso: 112.00 gramas
Dimensões (C x L x A): 6.00 x 4.00 x 3.00 centímetros
R$12,00
  • ou em até 1 X de R$12,00 sem juros Total: R$12,00
  • ou em até 2 X de R$6,00 sem juros Total: R$12,00

Taxa de juros de 2.39% ao mês

Calcular Frete e Prazos

Mica e seus significados e propriedades

Mica, do latim micare (brilho), é um termo genérico aplicado ao grupo dos minerais constituído por silicatos hidratados de alumínio, potássio, sódio, ferro, magnésio e, por vezes, lítio, cristalizado no sistema monoclínico, com diferentes composições químicas e propriedades físicas. Dentre outras, podem ser citadas: clivagem fácil, que permite a separação em lâminas muito finas; flexibilidade; baixa condutividade térmica e elétrica; resistência a mudanças abruptas de temperaturas. Tais características conferem a esse mineral múltiplas aplicações industriais.

O grupo de minerais mica inclui diversos minerais proximamente relacionados, do grupo dos filossilicatos, que têm a divisão basal altamente perfeita. Todos são cristais monoclínicos, com tendência para pseudo-hexagonal, e são similares na composição química. A divisão altamente perfeita, que é a característica mais proeminente da mica, é explicada pela disposição hexagonal de seus átomos ao longo de planos sucessivamente paralelos.

A palavra “mica” pensa-se ser derivada do latim micare, significando brilho, em referência à aparência brilhante deste mineral (especial quando em escalas pequenas). Na classificação das cores possui cor alocromática devido a sua variedade de cores (branca, preta, marrom, roxo, verde). Sua dureza na escala de Mohs é 1,0.

O grupo das micas possui mais de 30 minerais classificados em micas ditas verdadeiras, micas frágeis e as de intercamadas deficientes. Os minerais de mica mais conhecidos são: moscovita, biotita, lepiodolita, glauconita, paragonita, flogopita, dentre outros. Como se observa, o grupo das micas é composto de inúmeros minerais, portanto, neste trabalho, propõe-se fazer uma abordagem da moscovita, por ser o mineral mais conhecido e com maior número de usos industriais. Todas as micas são compostas por lâminas de silicatos tetraédricos. As lâminas de silicatos são compostas por seis anéis interconectados que são responsáveis por uma típica estrutura simétrica pseudo-hexagonal monoclínica ou triclínica com destacado plano de clivagem paralelo às superfícies maiores. Essas características permitem o desfolhamento do mineral em lâminas com espessuras tão finas quanto 1 µm, porém aqueles com aplicações comerciais possuem espessuras mais grossas, da ordem de 15 µm.

A mica moída domina, em termos de volume, as aplicações comerciais, incluindo-se nesta categoria a mica micronizada (tamanho médio de partícula < 53 µm), moída a seco (tamanho entre 1,2 mm e 150 µm) ou a úmido (tamanho de partícula entre 45 e 90 µm) (Andry, 1992). A comercialização mais significativa da mica ocorre segundo a conhecida forma, folhas de mica, cujo preço é função das dimensões de suas folhas. Assim, aquelas folhas mais puras e sem defeitos, que não prejudicam o corte e a perfuração das mesmas, são as que possuem melhores ofertas de mercado. Entretanto, há demanda crescente por mica com granulometria fina para fins nobres, como pigmentos para indústrias de colorifícios, plásticos e cosméticos.

A mica tem uma alta resistência dielétrica e excelente estabilidade química, tornando-se por isto o material preferido para a confecção de capacitores, placas de circuito eletrônico para computadores (placa mãe) e para aplicações de rádio freqüência. Ela também é usada como isolante em equipamentos para alta-voltagens. E é um birrefringente sendo comumente usado para fazer um polarizador de onda de 180 e 90 graus.

Devido a resistência ao calor da mica ela é usada no lugar do vidro em janelas para fogões e aquecedores a querosene. Ela é usada também para separar condutores elétricos em cabos que são projetados para possuírem uma resistência ao fogo de forma a garantir a integridade do circuito. A idéia é prevenir que os condutores metálicos se fundam, prevenindo o curto circuito, permitindo que os cabos permaneçam operacionais na presença do fogo. Isto pode ser importante em aplicações como luzes de emergência.

Os litoterapeutas associam a Mica à aprendizagem. Basta segurar um pedaço de mica ao luar, movê-lo com delicadeza e deixar a sua luz inundar a mente consciente. Isto aumentará a consciência psíquica o dom da profecia. É altamente recomendável para proteção, por ser altamente isolante. Além disso a Mica auxilia na cura de depressões, estresse, perturbações do sono e repele irradiações.

Este cristal possui propriedades muito curativas sobre os rins e o fígado. Se colocada embaixo da cama absorve as irradiações da água e ajuda em casos de perturbações do sono e pedra nos rins. Auxilia também o pâncreas e o baço. Ajuda em casos de pedras nos rins, perturbações da digestão e acúmulo de gordura.

Em relação aos efeitos sobre a psique, melhora especialmente manifestações de desgaste, tais como: a propensão para o esquecimento, senilidade e esclerose. Na meditação, este mineral produz calor através do chakra do nosso coração e faz com que os nossos sentimentos e sentidos sejam levados para uma nível mais alto de inspiração, de modo que passamos a saber coordenar melhor nossa existência.


FICHA TÉCNICA DA MICA

Dureza: 1 a 5 Mohs

Chakra: Coração

Origem: Brasil, EUA, África do Sul

Composição química: Potássio, alumínio


Efeitos esotéricos e psíquicos:

Esquecimento

Senilidade

Esclerose

Depressão

Perturbações no sono

Estresse

Efeitos terapêuticos:

Estômago

Intestino

Rins

Musculatura das costas

Produção de hormônios

Tireóide

Insônia

Baço

Pâncreas

Diabetes

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.