Amazonita Bruta Natural

Amazonita Bruta Natural

R$9,90

(Em estoque)

Previous

Amazonita Bruta Natural

Previous

Amazonita Bruta Natural

Amazonita Bruta Natural

Marca: Loja das Pedras Brasileiras
Modelo: 8488
Disponibilidade: Em estoque
R$9,90
Calcular Frete e Prazos
ATENÇÃO!
Economize no frete adicionando mais produtos em seu carrinho de compras
pois até 1 quilo o valor do frete será o mesmo.

Para compras acima de R$ 99,90 o frete é GRÁTIS (via PAC) para todo o Brasil .

Amazonita Bruta Natural do Brasil. A peça corresponde à foto.

Indicações: Coração e o sistema nervoso, brônquios, pulmões, musculatura do peito e garganta.

Propriedades: Ela melhora os desequilíbrios femininos, tal como TPM e menopausa.É uma excelente pedra para pessoas com excesso de responsabilidade, equilibrando-a.Ela também tem função de absorver microondas  e as emanações eletromagnéticas do telefone celular, além de proteger contra a poluição eletromagnética.

História: A amazonita é uma das pedras verdes sagradas e foi muito empregada e estimada pelos egípcios antigos. Os indígenas a usavam como adorno e também como instrumento de cura.

Propriedades: Amazonita tem a cor verde hortelã para verde de vivo, honra, comunicação, integridade e confiança são características dessa pedra. Usada para aumentar a intuição, os poderes psíquicos, criatividade, inteligência e habilidade psíquica. Amazonita é muitas vezes associada com o chakra da garganta e, como tal, pode ser benéfico para a comunicação. Ele alinha os corpos físico e astral. Ele pode diminuir o stress e comportamentos autodestrutivos por acalmar e construir a auto-estima. Amazonita pode ajudar com a paz fazendo a transição desta vida. Amazonita é usada para curar distúrbios emocionais e os efeitos depois de trauma emocional. Ele tem a fama de ter poderes de energia espiritual de cura da energia preventiva que é bom para a saúde em geral, diminuindo problemas cardíacos, beneficiando os músculos, ajudando o sistema nervoso, diminuindo cáries e osteoporose.

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.